Libmonster is the largest world open library, repository of author's heritage and archive

Register & start to create your original collection of articles, books, research, biographies, photographs, files. It's convenient and free. Click here to register as an author. Share with the world your works!

O processo clássico da formação de moléculas
O processo clássico da formação de moléculas Uma foto de um átomo de hidrogênio tirada com um microscópio de foto-ionização mostra que os elétrons giram em torno do núcleo de um átomo que não está em orbitais, mas em órbitas determinadas pelas leis da eletrodinâmica clássica. Vendo órbitas de pleno direito na foto e teimosamente continuam a chamá-las de orbitais é, em nossa opinião, como a esquizofrenia. As ligações de valência entre os átomos são determinadas pelo seu magnetismo. A. A hipótese de Ampere sobre a natureza do magnetismo, baseada no fato de que os átomos de todas as substâncias, girando em torno do núcleo de um átomo, geram microcorrentes, dando origem ao magnetismo do átomo, não é verdade. O magnetismo de um átomo é determinado pelo desequilíbrio de carga, porque os potenciais negativo e positivo atuam perpendicularmente entre si. Os elétrons, que em seu movimento ao redor do núcleo são divididos em dois grupos, divididos igualmente (ou com uma diferença de um elétron), geram um potencial negativo que, primeiramente, as forças de atração estendem o núcleo em direções opostas e, em segundo lugar, o outro lado seu potencial atrai os potenciais positivos dos núcleos de outros átomos.  E no núcleo de um átomo, prótons estendidos entre dois grupos de elétrons geram potenciais positivos, que, primeiramente, neutralizam o alongamento do núcleo e, em segundo lugar, o potencial atuante perpendicular ao plano de rotação dos elétrons atrai elétrons de outros átomos. Por exemplo, em uma molécula de hidrogênio, dois átomos são conectados por dois elétrons que deixam os corpos de seus átomos e estão localizados entre esses corpos na substância que esses átomos formam. Ou seja, no plano de rotação dos elétrons, um anel de força é formado na forma de gravitons reais, descansando em uma substância e polarizados por elétrons, que atraem átomos em rotação. No caso em que, por exemplo, uma molécula de oxigênio é formada por dois pares de elétrons, a estrutura da molécula ... Read more
____________________

This publication was posted on Libmonster in another country. The article seemed interesting to our editor.

Full version: http://library.pt/m/articles/view/O-processo-clássico-da-formação-de-moléculas
Libmonster Online · 91 days ago 0 134
Link
Permanent link to this publication:

http://libmonster.com/blogs/entry/O-processo-clássico-da-formação-de-moléculas


© libmonster.com
Professional Authors' Comments:
Order by: 
Per page: 
 
  • There are no comments yet
Guest comments




Actions
Rate
0 votes

Publisher
Libmonster Online
New-York, United States
21.12.2018 (91 days ago)
 


Who Like this
Likes · Dislikes
 
Empty
ONE WORLD -ONE LIBRARY
Libmonster is a free tool to store the author's heritage. Create your own collection of articles, books, files, multimedia, and share the link with your colleagues and friends. Keep your legacy in one place - on Libmonster. It is practical and convenient.

Libmonster retransmits all saved collections all over the world (open map): in the leading repositories in many countries, social networks and search engines. And remember: it's free. So it was, is and always will be.


Click here to create your own personal collection
O processo clássico da formação de moléculas
 

Support Forum · Editor-in-chief
Watch out for new publications:

About · News · Reviews · Contacts · For Advertisers · Donate to Libmonster

Libmonster ® All rights reserved.
2014-2019, LIBMONSTER.COM is a part of Libmonster, international library network (open map)


LIBMONSTER - INTERNATIONAL LIBRARY NETWORK